terça-feira, 9 de novembro de 2010

Aumenta para 151 número de mortes causadas pelo vulcão na Indonésia

Lisboa, 09 nov (Lusa) -- O número de mortos provocado pela erupção do vulcão Merapi, na Indonésia, aumentou hoje para 151, tendo os feridos graves por queimaduras enchido o principal hospital de Yogyakarta, na Ilha de Java, segundo a imprensa local.
Mais de 320.000 pessoas encontram-se em centros de evacuação num perímetro de segurança de 20 quilómetros em redor do Merapi, situado no centro de Java, segundo a Agência Nacional de Gestão de Desastres.
O vulcão, com 2.194 metros de altura, queimou milhares de hectares de campo e cobriu com uma espessa capa de cinza numerosos povoados em várias erupções ocorridas desde 26 de outubro.

Airbus A380 perde peças sobre a ilha indonésia de Batam
Batam, Indonésia, 04 nov (Lusa) - O Airbus A380 da companhia aérea australiana Qantas, que hoje teve problemas num motor perto de Singapura, perdeu peças no ar que atingiram edifícios e automóveis na ilha indonésia de Batam, disseram hoje testemunhas e a polícia.
As peças, algumas de alumínio e de aço com as cores vermelhas e brancas da companhia aérea Qantas, "ficaram espalhadas por Batam, uma ilha próxima de Singapura, especialmente em zonas residenciais", disse um responsável policial, Bobby Baharudin.
O responsável acrescentou que a queda das peças não fez feridos.

Novo balanço de tsunami na Indonésia é de 449 mortos
JACARTA — O governo da Indonésia intensificou os esforços para ajudar os moradores das ilhas remotas devastadas segunda-feira por um tsunami que deixou pelo menos 449 mortos e 96 desaparecidos, segundo um balanço atualizado divulgado neste domingo.
As equipes de emergência tentam chegar aos vilarejos isolados afetados por chuvas torrenciais e pelo mar agitado, com ondas de até três metros de altura na costa.
No sábado, as autoridades anunciaram que 135 sobreviventes que eram considerados desaparecidos foram resgatados em uma área alta da ilha de Pagai Norte.
"O balanço mais recente é de 449 mortos e 96 desaparecidos", declarou à AFP o coordenador dos trabalhos de emergência, Agus Prayitno.
"Além do grande grupo de sobreviventes encontrado ontem (sábado), outros indivíduos também conseguiram chegar aos abrigos temporários. Alguns, inclusive, retornaram a seus vilarejos", completou.
Outro funcionário do governo, Joskamatir, destacou que as buscas dos desaparecidos prosseguem, mas disse que as chances de encontrar sobreviventes são pequenas.
O tsunami, provocado na segunda-feira passada por um terremoto de 7,7 graus de magnitude, forçou 15.000 pessoas a abandonar as ilhas Mentawai, perto da costa oeste de Sumatra.
A Indonésia também tarbalha para ajudar os moradores da região do vulcão Merapi, no centro de Java. As erupções recentes obrigaram 50.000 pessoas a abandonar a área.