quarta-feira, 9 de março de 2011

LIA E REBECA – Cantoras mirins preparam seu 1º disco

Rebeca e a pequena Lia cantam desde novinhas e fazem sucesso por onde passam

























Lia e Rebeca, com 10 e 12 anos, respectivamente, estão começando sua jornada ministerial no campo da música. Tanto é que a dupla já está em estúdio, gravando seu 1º álbum, com previsão de lançamento no segundo semestre deste ano.
O primeiro trabalho musical das irmãs contará com um repertório que varia entre músicas pentecostais e músicas voltadas ao público infantil. As canções foram compostas por Ivone Morais, amiga das meninas.
“Este Cd tem por objetivo levar a presença de Deus para vidas que precisam de salvação, cura e libertação, além de pessoalmente ser a realização de um sonho”, disse Rebecca. Tal objetivo também é compartilhado por Lia.
Rebeca  cantava desde os 05 anos, já nutria o sonho de ser uma grande cantora. Aos 09 anos passou por uma importante experiência espiritual, que segundo ela, a motivou ainda mais a cantar.
Enquanto a irmã mais velha ia se dedicando a cantar na igreja, sua irmã mais nova Lia ia seguindo seus passos. Segundo a menina, foi aos 07 anos que começou a se envolver no louvor, através do conjunto de crianças, cantando e posteriormente sendo regente e principal solista. Apesar da pouca idade, a jovem cantora mostra sua responsabilidade com as canções que ministra.
As irmãs mostram interesse diferente quanto às referências musicais que têm. Rebeca se espelha na cantora Cassiane, principal nome do seguimento pentecostal. Lia por sua vez sempre ouviu Aline Barros, um estilo mais pop, alternando entre a celebração e a adoração.
Todavia essas irmãs se juntaram para levar a palavra de Deus através da música. São convidadas para cantar em várias igrejas em Boa Vista e no interior do estado. Em uma de suas apresentações mais importante, Lia e Rebeca cantaram em uma conferência que teve a pregador Lanna Holder como convidada especial.
Irmã Marlene, mãe das cantoras, se diz orgulhosa e feliz pelas filhas. “É um prazer ver minhas filhas atendendo a chamado de Deus para a vida delas. O Senhor fez promessas para Rebecca, e essas promessas se estenderam para Lia, estou muito feliz”.