quinta-feira, 12 de setembro de 2013

AOS 100 ANOS, VOVÓ HONORINA É BATIZADA EM RIO PARDO/RS

Obreiros e membros da IPAD Ministério Restauração em Rio Pardo/RS estão exultantes com o último batismo realizado na Área.
Seria apenas mais um lindo batismo, como tantos que, pela graça e misericórdia de Deus, têm sido realizados no Ministério Restauração, não fosse uma especial peculiaridade. A candidata, conhecida por todos como Vovó Honorina, não é uma vovó de 70 ou 80 anos: ela já contabiliza 100 anos de vida!
Uma grande mobilização foi feita para que, no último domingo, dia 01 de abril de 2012, seu batismo fosse realizado na Sede da Área, atendendo ao desejo de seu coração e alegrando céu e terra.
A história da irmã Honorina Romero de Souza prova que não há idade para alcançar a salvação. Nascida em 22/02/1912, Vovó Honorina conheceu o Jesus da Bíblia somente 99 anos depois, mas não perdeu a oportunidade e o aceitou como seu Salvador.
A Sede do Ministério Restauração em Rio Pardo está localizada na Rua Ema Dai Pra e Souza, 227, Bairro Boa Vista.

Abaixo, confira o testemunho de sua conversão, relatada pelo Pb. Sandro Paixão, encarregado da Área Rio Pardo/RS:
No dia 11 de abril de 2011, Deus agraciou-nos com o privilégio de alcançarmos mais uma alma para o seu Reino, dessa vez em uma experiência inusitada!
Dona Honorina, uma senhora de 99 anos de idade, nascida em 22 de fevereiro de 1912, dois anos após a chegada do movimento pentecostal no Brasil, aceitou a Cristo e teve o seu nome escrito no Livro da Vida. Eis a história da sua conversão:
No dia citado acima, eu, minha esposa e minha filha fomos fazer uma visita a um membro de nossa igreja. Durante a conversa, a irmã a quem a visita se destinava apresentou-me sua "avó", uma figura meiga e dócil: era a dona Honorina, na verdade, bisavó da irmã.
Sentei na cama ao lado da vovó e comecei a conversar com ela. Porém, a irmã me disse que ela não podia ouvir nada, pois era surda, e perguntou-me sobre a situação da alma da vó Honorina, pois, como alguém lhe havia dito, Deus iria julgá-la segundo as suas obras.
Expliquei que ninguém é salvo pelas obras e que o fato de ela ser tão velhinha e indefesa não lhe isentava dos erros cometidos quando nova, pois todos somos pecadores. A irmã, então, muito preocupada, indagou-se: "Como vovó Honorina poderia aceitar a Cristo se era surda?"
Porém, Deus sempre tem os seus meios para alcançar cada pessoa nessa terra! No meio da conversa, a irmã nos disse que a vó Honorina ainda conseguia ler, e foi aí que Deus nos deu o meio de alcançá-la: pedimos um caderno grande e uma caneta e começamos a evangelizar. Primeiramente, dissemos a ela que Jesus não estava mais na cruz, como mostrava o crucifixo na cabeceira de sua cama, mas que Ele havia ressuscitado e estava no céu. Ela por sua vez, ficou muito espantada e disse que ninguém tido lhe dito isso antes!
Depois, eu disse a ela que esse Jesus deseja que todos nós moremos com Ele no céu um dia. Então, ela respondeu que não podia, pois era muito pecadora! Nisso, explicamos que exatamente por isso foi que Jesus morrera na cruz: para perdoar as nossas transgressões! Então, de mãos postas, ela disse que queria esse Jesus!
Ela ainda nos fez diversas perguntas sobre onde estava Deus e outras coisas mais relacionadas à salvação. Depois de tudo esclarecido, perguntamos se ela queria o Jesus que estava no crucifixo ou o que estava no céu. Ela, olhando com desdenho para o crucifixo, disse que não queria mais aquele e sim o Jesus que estava no céu intercedendo por nós aqui na terra!
Então, começamos a orar, e a glória de Deus invadiu o quarto da dona Honorina. Ela, mesmo surda - e, portanto, impossibilitada de sentir comoção por nossas palavras - começou a chorar. Deus a tocou tão profundamente, que todos nós nos alegramos em Deus pelo milagre que estava acontecendo.
Depois de orarmos, ela ficou tão feliz, que nos pediu para retirar as folhas do caderno e dar-lhe, pois ela queria reler e mostrar para o seu filho Carlos, de 80 anos, que lhe trouxera o crucifixo, e lhe dizer que Jesus não está mais na cruz, mas no céu!
Hoje, a IRMÃ Honorina está cada vez mais feliz com o Jesus que está no céu, e sua bisneta, com muita alegria, pode testemunhar na igreja que a promessa de que ela e toda sua casa seria salva começou a se concretizar por meio de sua bisavó! Glória a Deus!